• Sósia de Balotelli é destaque no decatlo e sonha com Olimpíada de Tóquio-2020
  • Iniciado por Afonso
0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
  • Afonso
  • Treinador
  • *****

    • 846

    • Masculino
    • Outubro 26, 2019, 23:09:36
    • São Paulo
  • mais
A melhor marca da vida de José Fernando Santana, ou Fernando "Balotelli" - como é conhecido pela semelhança com o jogador de futebol italiano -, deixou o decatleta mais perto do sonho de participar de uma Olimpíada. A perspectiva do jovem pernambucano, de apenas 20 anos, mudou após o ouro conquistado na prova mais completa do Troféu Brasil de Atletismo, no final de agosto, com 7.944 pontos - melhor resultado sul-americano da temporada. De promessa do esporte, ele passou a ser realidade ao conquistar esse resultado, que o colocou na briga direta para uma vaga na seleção brasileira em Tóquio-2020.

Para conseguir ratificar seu posto nos Jogos Olímpicos no decatlo, que envolve dez modalidades do atletismo, Balotelli precisa atingir pelo menos o índice de 8.350 pontos exigido pela IAAF (Federação Internacional de Atletismo) e aguardar a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Nesse caminho, ele ainda terá pela frente três concorrentes: os paulistas Felipe Vinícius dos Santos, Jefferson Santos, Luiz Alberto de Araújo, todos com passagens por competições importantes, como Jogos Pan-Americanos de Lima-2019 (Jefferson e Luiz Alberto) e Toronto-2015 (Felipe), além da Olimpíada Rio-2016 (Luiz Alberto). O trio foi desbancado por Balotelli no Troféu Brasil. Felipe foi prata e Luiz Alberto, bronze. Jefferson ficou em sétimo.

"Para mim foi um marco. É o tipo da conquista que a gente sonha, mas quando consegue, fica difícil de acreditar. Eu estava no pódio com dois atletas olímpicos, caras que eu via vídeos e queria estar junto deles, queria só tirar uma foto e lá eu tirei uma foto no pódio, no lugar mais alto. Foi uma felicidade incrível e um sonho realizado. "

O Brasil pode levar até três atletas para Tóquio no decatlo. Fernando Balotelli “corria por fora” na disputa e não conseguiu ir ao Pan de Lima deste ano pela então posição no ranking – era terceiro, e apenas os dois primeiros foram, Luiz Alberto e Jefferson. Mas o desempenho do pernambucano no Troféu Brasil o colocou em outro patamar.

Os 7.944 pontos conquistados na competição deixaram Balotelli na primeira posição do ranking continental e, consequentemente, brasileiro. A meta agora do jovem decatleta é melhorar a marca para garantir o sonho olímpico.

- Tenho chances e espero melhorar as condições de treinamento. Venho trabalhando muito com o que tenho, que não é o ideal para conseguir índice olímpico. Sei que é possível e vou continuar trabalhando. Hoje tenho uma marca que é bem próxima do que eu preciso conseguir, estou em busca dessa melhora. Uma Olimpíada é o ápice da carreira de um atleta. Estar lá representando o país, o Estado, a minha cidade, é um sonho.

https://globoesporte.globo.com/pe/noticia/sosia-de-balotelli-e-destaque-no-decatlo-e-sonha-com-olimpiada-de-toquio-2020.ghtml


  • Gosto x 1    Nao Gosto x 1    Supreendido x 1    Medo x 1    Triste x 1    Sorriso x 1    Terror x 1    Piscar x 1    Desconfio x 1    Lágrimas x 1 (Lista das Curtidas | 0 Enviar Total)